sexta-feira, 15 de julho de 2011

Coisas Velhas


Abri o baú para arrumação… livros, cadernos, cartas, rascunhos, desenhos e histórias perdidas… pó, flores secas, letras de música e poemas… pedaços de tempo que ficaram perdidos na memória mas mesmo assim o baú guarda religiosamente.
De tudo lá encontrei… pessoas amigas, colegas… pessoas de passagem e pessoas que vieram para ficar… pessoas de sempre e pessoas de nunca mais… fotografias de céu azul, de céu cinzento e de chuva… fotografias a cores e fotografias a preto e branco… ilustrações de passar o tempo e ilustrações de tempo infinito...
E foi assim que peguei nestas três “velhas” ilustrações, coisas do tempo em que comigo andava sempre um bloco A5 de desenho (oferecido pela minha melhor amiga)... ilustrações-memória que arranjaram clone digital e encontraram aqui uma segunda casa para morar…



Sem comentários:

Enviar um comentário