quinta-feira, 5 de julho de 2012

Enquanto me olhas lá do céu, eu contemplo-te aqui da terra


(Versão a grafite e lápis de cor)


Há amores reais e amores imaginários, amores ao alcance das mãos, e, amores que nunca alcançam nada.
Há amores que alimentam, e há amores que destroem…
Há amores que inspiram, e há amores que ensinam…
Há amores de muitas formas e de muitas cores. Há amores bons… há amores maus…
O amor que me inspirou para estas duas ilustrações, não é meu, é da minha melhor amiga… mas desenhar é assim, umas vezes desenhamos o que sentimos, e outras, aquilo que ao nosso redor nos inspira a tal…
Querida amiga, obrigado por me teres inspirado, e, emprestado a tua história por instantes.


(Versão a caneta e ecoline)

3 comentários:

  1. tão lindo!!!!!!
    um amor tão perto e tão longe.
    Parece que se vão juntar a qualquer momento, mas não se tocam.
    LINDAS as ilustrações
    Abraços
    S

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é... um amor tão perto e tão longe... e outras vezes, tão longe e tão perto :)
      Obrigada menina S, pelas palavras, e... por tudo :)

      Eliminar