segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Adão e Eva | Adam and Eve | Adamo ed Eva | Adán y Eva | 亞當和夏娃



Adão e Eva podem até não ser metades da mesma laranja… mas são certamente trincas da mesma maçã.

Porém, com maçã ou sem maçã e com serpente ou sem serpente, posso assegurar-vos que quem vai serpentear pelo Porto no dia 21 de Janeiro às 22 horas é a Flanzine, que neste seu número catorze, qual sete duplicado e longe de ser quadrado, resolveu ter aura paradisíaca e pedir inspiração emprestada aos personagens mais conhecidos do Éden Bíblico.

A capa pinta-se de verde qual jardim celestial bem tratado… enquanto as entranhas se conjecturam em tons que vão do preto mais preto até ao branco neve… e lá pelo meio, encontramos tons tão cinzentos como os de um céu carregado e carrancudo em dias de dilúvio. Talvez um agouro do futuro destes “Adãos e Evas” que se pontuam junto a folhas pautadas de linhas que nem sempre funcionam para amparar o texto mas antes para riscar aquilo que lá aparece escrito. Será defeito?! Será feitio?! Vá-se lá saber.

Nada como contemplarem vocês esta Flanzine de 24 cm de altura por 14 cm de cintura e decidirem por vós.

Para o caso de ainda não terem o apetite aguçado, o que vos posso dizer é que lá dentro podem contar com sessenta páginas de muito texto (seja em prosa ou em poema)… e imagens q.b. para quem gosta de regalar as vistas entre a leitura de uma ou outra carta.

Quanto à minha contribuição para este número – (se começarem a ver a revista pela capa onde se vislumbra uma certa Eva) podem encontrar os “meus pombinhos” bem aconchegados e acondicionados pela página quinze… bem-bem ao lado do texto de um senhor chamado Mário Cunha.

Para terminar, deixo-vos o convite para a apresentação no Porto e o original da ilustração com que contribuí para a referida Revista… assim como, a sua versão cinzenta, que é a que vão encontrar de facto dentro da mesma… + … algumas fotografias do exemplar que entretanto já me chegou às mãos.

Até mais… até lá, não se engasguem com nenhuma maçã.

Elisabete, a Borboleta Despenteada 



 

4 comentários:

  1. UAU!!!!!
    Regalei os olhos com o teu texto delicioso!
    Adoro a tua ilustração ora a preto e branco ora a cores!
    A Flanzine parece apetitosa :)
    Parabéns!
    S

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá S :)

      Muito Obrigada pelas tuas doces palavras :) ;)

      Fico feliz que tenhas gostado de ambas as versões da minha ilustração... eu pessoalmente prefiro a original... ou seja - a cores :) mas também não desgosto dela a preto e branco :)

      E sim... este número 14 da Flanzine... ou (7+7) como figura na capa/contra-capa, tem de facto páginas bem apetitosas :) ;)

      Até mais :)

      Eliminar
  2. ;) de nada!
    Sim, a cores é outro sabor :) :)
    7+7 claro!!!! :) :)

    ResponderEliminar