quarta-feira, 8 de março de 2017

Sobre o Dia Internacional da Mulher… e do Homem | About the International Women's Day... and the Man's Day


Grandiosas saudações.

Hoje ao fim do dia vi esta frase - "O que é essa coisa machista do dia e noite da mulher?", e isto dito por uma mulher numa época em que o que continua a não faltar às mesmas é - Descriminação Salarial, Social, Racial e por aí adiante.

Como ouvir comentários na rádio e na TV (como já foi o caso), de mulheres que dizem – “Porquê que não existe um Dia Internacional do Homem?”, e depois ainda acrescentam – “Se não existe o Dia do Homem também não devia existir o da Mulher.”

Como ouvir isto sem ficar com urticaria cerebral?!?!

Não, a sério, como ouvir isto sem pensar que esta gente anda louca?!, ou será que foi porque andaram a cheirar cola ao pequeno-almoço?!

Não basta-se a falta de conhecimento e a frivolidade, adicionemos-lhe a ignorância e a estupidez, já agora, porque não também uma pitada de sal, pois com tão nobres ingredientes até já podemos fazer uma sopa para os pobres de espírito.

Se estas maravilhosas criaturas se tivessem dado ao trabalho de pesquisar, saberiam que o Dia Internacional do Homem existe, que o mesmo se comemora há aproximadamente duas décadas (em alguns países até há mais tempo), e que o mesmo se comemora em Novembro, mais especificamente no dia 19, (com excepção do Brasil que prefere comemorar a referida data a 15 de Julho).

Posto isto, parece que "agora" os pobres homenzinhos já estão em pé de igualdade. Que felicidade para as senhoras que andam e andavam indignadas com o facto… ou não, porque então visto por esse prisma há o Dia do Trabalhador mas não me lembro de ter existido ou existir o Dia da Trabalhadora… e depois há o Dia de Reis… raios, e não há o Dia das Rainhas?!?!? É no que dá nenhuma Rainha ter montado a garupa de um camelo e ter ido a Belém presentear o menino… mas pronto está bem, depois há o Dia das Bruxas… felizmente até à data ainda nenhuma delas ficou indignada por não terem inventado o Dia dos Feiticeiros…

Equiparar uma data que assinala variadíssimos momentos históricos da luta das mulheres, (como foi por exemplo o caso da luta das operárias têxteis russas que se manifestaram a 8 de Março de 1917 porque queriam melhores condições de vida e de trabalho), entre outras coisas, a algo frívolo como – “Ai amigas, se não existe um Dia Internacional do Homem também não deve existir um Dia Internacional da Mulher”, dá que pensar, no mínimo, o mais que não seja pela expressa falta de informação.

A ignorância de algumas pessoas mata-me, pelo que me sinto na obrigação de frisar mais uma vez que o Dia Internacional do Homem já existe, mas se não acreditam em mim podem procurar no Google... ou noutro qualquer motor de busca… tanto faz, o que interessa é que procurem… vá, vão lá, eu espero…
…e então, agora que já foram esclarecias e sabem que existe um dia para los machos já pode haver finalmente um Dia Internacional também para as Mulheres?!

Já agora e pelo raciocínio das senhoras que me moveram a escrever este longo texto - se para elas o Dia Internacional da Mulher é Machista, então, deduzo que seja lógico chamar o Dia Internacional do Homem de Feminista :D :D

Realmente assim como há-de o mundo andar para a frente?, não pode é facto, a este passo o mundo não anda, gatinha, mas se pensarmos que às vezes até se anda é para trás, nesse caso, se o mundo gatinhar (para a frente) já é uma sorte, gatinhemos então minha gente… mas para a frente… e quem sabe um dia consigamos voltar a aprender a andar.

Como havemos de evoluir se o respeito para com a nossa própria história enquanto mulheres não existe?!, como evoluir quando muitas destas mulheres são as primeiras a não ter respeito por si mesmas?

Mas qual é a parte de que o Dia Internacional da Mulher NÃO é para festejar com flores e presentinhos, mas antes, para pensar naquilo que as mulheres de outrora possibilitaram às mulheres de hoje... e no que pudemos nós mulheres de hoje fazer para deixar às mulheres do amanhã, que esta gente não percebe?!

Será assim tão difícil entender que o dia 8 de Março é para que não nos esqueçamos das que foram, das que são, e das que serão marcos na história?! Que é uma forma de homenagear e manter aquilo que outras conquistaram por nós?!, será que é preciso explicar com desenhos que o 8 de Março é apenas uma data Simbólica para que nos lembremos de que é necessário cuidar do legado que nos foi deixado?!

Como zelar por esse legado se muitas das próprias mulheres que disso beneficiaram e beneficiam são as primeiras a satirizá-lo, ignorá-lo e marginalizá-lo?!

A luta das mulheres não se faz só a 8 de Março, mas sim e sobretudo durante todos os outros dias do ano, no entanto, isso não quer dizer que não possa haver uma data específica para assinalar o facto.

Se calhar não devia apoquentar-me, sinceramente já nem sei, mas a verdade é que estas coisas me deixam verdadeiramente indignada e triste para com alguns dos pares da minha própria espécie.

Para terminar, resta-me desejar a quem anda por aí que continue a lutar por aquilo que acha justo... independentemente de isso possibilitar ou não proveito próprio.


Elisabete, a Borboleta Despenteada

Sem comentários:

Enviar um comentário